19 de outubro de 2016 | 18h14

Alunos de Atibaia representam Estado de SP no “Prêmio MPT na Escola 2016”

Serão selecionados os melhores trabalhos produzidos pelos alunos das escolas participantes em todo o território nacional.

musica pintura pintura2Os trabalhos de alunos da rede municipal de ensino, de escolas da zona rural de Atibaia, foram selecionados para representar o Estado de São Paulo na etapa nacional do prêmio “MPT na Escola”, do Ministério Público do Trabalho. O objetivo do prêmio é fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil, além de reconhecer a dedicação dos educadores envolvidos nas ações de prevenção e combate à violação dos direitos de crianças e adolescentes.
Serão selecionados os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos das escolas participantes em todo o território nacional.
O grupo formado pelos alunos Maria Vitória Limas dos Santos, Jefferson dos Santos Pinto, Maria Luiza Ap. M. de Oliveira Silva, Alison Brito Ribeiro e Giovana Garbin Sousa de Ramos, da EMEF Eva Cordula Hauer Vallejo (Boa Vista), e a aluna Pérola Rafaela Barbosa Cardoso, da EMEIF Rosiris Maria Andreucci Stopa (São Felipe), foram os autores dos trabalhos que serão agora julgados em Brasília, na etapa mais importante do prêmio. Atibaia foi a única cidade com trabalhos selecionados em duas categorias (pintura e música).
Pequenos artistas
Alunos de quatro escolas municipais de Atibaia (EMEF Maria José Cintra, EM Paulo Freire, EMEIF Eva Vallejo e EMEIF Prof. Rosiris Andreucci Stoppa) participaram do prêmio “MPT na Escola”, com leitura e discussão de livros e participação em apresentações de teatro e oficinas culturais. O esforço foi coroado com a seleção de dois trabalhos, um na categoria “pintura” e outro na categoria “música”.
Um dos trabalhos é a pintura “Infância no encontro de realidades”, da aluna Pérola Rafaela Barbosa Cardoso, da escola EMEIF Rosiris Maria Andreucci Stopa. Sob orientação da professora Anna Paula Scherer, a pequena artista retratou crianças brincando em um sítio, enquanto adultos trabalham no campo, distinguindo de forma bastante clara o “brincar” e o “trabalhar”.
Já os alunos da EMEF Eva Cordula Hauer Vallejo – cujos nomes já foram citamos acima –  compuseram a música “Viver, brincar e estudar”. Orientados pela professora Mariane Palmeira Alves, os estudantes falam, na letra da canção, sobre a importância das crianças brincarem, de receber o amor da família e de frequentar a escola.

Modo Texto