22 de Janeiro de 2017 | 17h24

Atendimento a atingidos pelas chuvas continua

Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social estão empenhados no apoio às famílias, em um trabalho que envolve servidores municipais e voluntários.

As fortes chuvas que caíram na cidade neste sábado (21), em especial na região do Centro e Alvinópolis, mais uma vez provocaram alagamentos em bairros próximos ao Rio Atibaia e córregos do município.
Até o momento, 2 famílias que tiveram suas casas atingidas pelas águas estão alojadas no CIEM (no bairro Terceiro Centenário), onde a Prefeitura disponibilizou abrigo.
O prefeito Saulo Pedroso determinou que todas equipes de manutenção de vias concentrem esforços no atendimento das ocorrências.
Integrantes da Defesa Civil e equipes das secretarias de Infraestrutura, Urbanismo e Meio Ambiente e SAAE estão focadas no trabalho de recuperação desde ontem, sem interrupção.
O Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social estão empenhados no apoio às famílias, em um trabalho que envolve servidores municipais e voluntários.
Em menos de quatro horas choveu 40% do que é esperado para todo o mês de janeiro, segundo a Defesa Civil de Atibaia.
No Centro, por exemplo, choveu 97,4 mm em 24 horas. O sistema de drenagem do Jardim Brasil, um dos bairros que mais sofrem com as cheias, evitou alagamento de grandes proporções, como aconteceu em anos anteriores.
No Parque nas Nações, Caetetuba e Kanimar as águas do Rio Atibaia atingiram as casas mais próximas da região de várzea.
No início da tarde de hoje (22), o nível do Rio Atibaia atingia 3,96m e continuava subindo (com 3,2 m o rio sai da “calha”).
Para se ter uma ideia da quantidade de chuva, de ontem para hoje choveu 106 mm  no bairro da Boa Vista, 100 mm na Usina, 74 mm no bairro dos Pintos, 72 mm no Tanque, 61 mm no Itapetinga, 56 mm no Portão e 31 mm no Iara.

A chuva concentrada de ontem, aliada ao histórico de cinco dias de precipitação neste mês de janeiro, comprometeu a capacidade dos córregos e fez o Rio Atibaia transbordar.
A chuva provocou pelo menos 20 deslizamentos em diferentes locais da cidade, mas não há registro de vítimas. Defesa Civil já trabalha nas vistorias.
Muitas pessoas questionam sobre a situação das comportas da Represa da Usina em períodos de chuva e a Prefeitura informa que, apesar da represa não ter influência direta nas enchentes (conforme estudos do DAEE), as comportas estão completamente abertas, o que ajuda a dar vazão às águas do Rio Atibaia.
Chuva em São Paulo
Diversos municípíos paulistas estão sofrendo com as fortes chuvas. Na cidade vizinha de Bragança Paulista, por exemplo, ruas e avenidas ficaram debaixo d’água, chegando a prejudicar o acesso de alguns bairros. Sorocaba, Jundiaí, Várzea Paulista e Bauru também têm sofrido com as cheias nos últimos dias.
A região noroeste de São Paulo também foi atingida, em cidades como Guararapes, Palmeira D’Oeste e Penápolis.
Atendimento
Para solicitar ajuda, entre em contato com a Defesa Civil (telefone 199 ou 4412-0671). Para doações, dirija-se ao Fundo Social de Solidariedade, das 8h às 17h. O Fundo Social fica na Avenida Jerônimo de Camargo, 3890. Mais informações pelo telefone 11 4412-8220.
http://prefeituradeatibaia.com.br/prefeitura-trabalha-para-atender-vitimas-das-fortes-chuvas/

Modo Texto