Escola de Atibaia conquista 3º lugar no Desafio Basquete Criativo promovido pela Jr. NBA
20 de maio de 2022 | 18h46

Escola de Atibaia conquista 3º lugar no Desafio Basquete Criativo promovido pela Jr. NBA

E.M. Rosiris Maria Andreucci Stopa ficou em 3º lugar no concurso nacional ao construir cestas de basquete com pallets, bambolês, barbante, corda e placas de EVA

A Escola Municipal Rosiris Maria Andreucci Stopa, de Atibaia, deu um show de criatividade no Desafio Basquete Criativo da Jr. NBA e ficou com o 3º lugar no concurso nacional que premiou as melhores cestas de basquete construídas com materiais alternativos. Como premiação, a escola irá receber um kit exclusivo da NBA, a liga norte-americana de basquete, com troféu, bolas, camisas e outros itens.

O Desafio Basquete Criativo surgiu da vontade de democratizar o ensino dessa modalidade nas escolas brasileiras, uma vez que só 36% delas têm quadra esportiva. Os professores de todo o país foram, então, convidados a elaborarem uma cesta com os alunos usando materiais alternativos.

Sob a coordenação do professor Luiz Gustavo Galle da Silva, as turmas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental da E.M. Rosiris Maria Andreucci Stopa participaram da construção dos equipamentos de basquete feitos de pallets, bambolês, barbante, corda e placas de EVA. O retângulo e o quadrado da tabela de basquete foram elaborados com “carimbo de mão dos alunos”, usando papel panamá e guache.

A iniciativa também contou com o apoio da equipe de Matemática, que trabalhou conteúdos de probabilidade e estatística no contexto do basquete. O professor Luiz Gustavo destacou a valorização da identidade cultural dos estudantes. “Considerando que na turma do 1º ano há dois alunos imigrantes da Venezuela e Peru, selecionamos as cores de seus países com o objetivo de trabalhar de forma contextualizada a multiculturalidade presente na escola”. A rede da tabela, contou o professor, foi tecida detalhadamente contemplando as cores desses dois países e do Brasil pelas agentes de limpeza da escola.

Após a confecção das cestas de basquete, os estudantes foram separados em grupos e participaram de eventos animados que uniram a comunidade escolar. Para os alunos do 1º ao 3º ano, as atividades seguiram o formato de gincana, aguardando o cumprimento do desafio de todas as equipes de forma independente. Já para os alunos do 4º e do 5º ano o jogo apresentou uma proposta de festival, tratando a competitividade de forma lúdica.

print