19 de junho de 2018 | 21h47

Atibaia se consolida como cidade que investe em educação

Ações e projetos mantidos pela Prefeitura garantem resultados positivos para o
ensino municipal, reconhecido em todo o país com prêmios, índices e conquistas

Na semana em que é comemorado o Dia Mundial do Livro, dia 23 de abril, Atibaia celebra a sua posição de destaque entre as 20 melhores cidades do país em educação. A Administração Municipal vem priorizando a área de educação ao longo dos últimos anos, com investimentos constantes em melhorias e diversas ações voltadas para o seu pleno desenvolvimento. E o planejamento estratégico adotado pela Prefeitura objetivando a evolução do ensino oferecido à população vem apresentando resultados expressivos no cenário nacional e garantindo mais qualidade para todos na cidade.

Entre esses investimentos e avanços está a proposta de incentivo à leitura adotada em Atibaia, principalmente por meio do “Projeto Ler e Escrever: Fonte do Saber”. Implantado na rede municipal no ano de 2013, o projeto busca estimular o hábito da leitura e a prática da escrita entre os alunos, com diversas atividades promovidas pela Secretaria de Educação. Com apenas cinco anos de existência, ele já conta com ações consolidadas no município, como a “Jornada Literária”, maior evento do gênero na região e que reúne, anualmente, milhares de estudantes.

Outra ação de destaque no incentivo à leitura pelo mesmo projeto é o “Encontro dos Maluquinhos por Leitura”, que nos últimos três anos vem apresentando às crianças a magia da leitura e da escrita por meio de um personagem muito querido entre elas, “O Menino Maluquinho”. As visitas em andamento à “Cidade do Livro”, em São Paulo, que beneficiarão mais de 1.800 alunos da Educação Infantil da rede municipal, também se somam às ações de estímulo à leitura realizadas.

Com tantas iniciativas de incentivo à leitura promovidas pela Prefeitura, o ensino municipal obteve reconhecimento nacional na área. Em 2014, Atibaia foi a única cidade do Estado a receber o prêmio “Município Leitor”, do Instituto Natura, enaltecendo os esforços de estímulo à leitura realizados pelas Secretarias de Educação.

Além disso, Atibaia já recebeu diversos outros prêmios e destaques em reconhecimento à qualidade do ensino no município, como: “MPT na Escola”, do Ministério Público do Trabalho, que tem como objetivo erradicar o trabalho infantil por meio da conscientização da comunidade escolar; “Rota da Educação”, da concessionária da Rota das Bandeiras, cujo objetivo é promover aprendizados específicos sobre educação no trânsito nas escolas municipais; “Campeonato Arkos de Leitura”, do portal Arkos, plataforma que fomenta o incentivo à leitura com o uso da tecnologia digital; e “Itaú-Unicef”, do Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unicef, que visa identificar, estimular e dar visibilidade a projetos realizados por organizações da sociedade civil (OSC) e escolas públicas.

Mais uma grande conquista da educação no município foi o resultado da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), realizada em todo o Brasil em novembro de 2016 e divulgada em outubro de 2017. A prova foi aplicada nos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental, com testes de Língua Portuguesa (leitura e escrita) e Matemática. A média dos resultados da ANA mostraram que Atibaia ficou acima da média estadual e nacional: 237 para Língua Portuguesa e 247 para Matemática, enquanto a média estadual foi 222 e 237, respectivamente, e a nacional foi de 208 para português e 219 para matemática.

Por fim, Atibaia também se destacou: no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) – que mede a qualidade das oportunidades na educação básica – ficando entre as 20 melhores cidades do país entre os 5.570 municípios avaliados; no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) – ferramenta do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo que avalia a efetividade das políticas e atividades públicas desenvolvidas pelos gestores municipais (prefeitos) – recebendo a nota “A – Altamente Efetiva”, a mais alta na avaliação, em educação; e no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) – que revela a situação do ensino em instituições públicas e privadas de todo o Brasil – alcançando a nota 7.0, a maior nota da história da cidade e uma meta projetada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) para 2021.

Modo Texto

Deixe um comentário