Atleta paralímpico de Atibaia conquista melhor tempo do “Meeting Caixa” em Aracaju
17 de dezembro de 2021 | 16h30

Atleta paralímpico de Atibaia conquista melhor tempo do “Meeting Caixa” em Aracaju

Campeonato envolve Atletismo e Natação e é idealizado e criado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro

A conquista por meio do esporte pulsa com diferentes significados: às vezes são de superação, às vezes de perseverança ou, até mesmo, regados de desafios. Com o atleta paralímpico de Atibaia, Maurício Felício, conhecido com Maurício Paratleta, de 43 anos, foi um pouco de tudo isso.

Sua última conquista, dentre muitas, foi levar o nome da APA – Associação Paralímpica de Atibaia – para Aracaju, no “Meeting Loterias Caixa”, alcançando o melhor tempo do ano nos 100 metros peito. O atleta poderá consagrar-se Campeão Brasileiro de Natação Paralímpica 2021 na final do Campeonato, que acontecerá no mês de março.

E não para por aí: Maurício conquistou o ouro nos 50 metros livre. “Estou muito feliz com o resultado, fruto de muito treino e dedicação. Sou muito grato à APA pois, sem esse incentivo, não conseguiria galgar um degrau tão alto. Essa representatividade nacional não é só uma conquista minha, mas sim de todos de Atibaia, que sempre torceram por mim”.

O atleta foi representando Atibaia, através da APA, em uma das competições paralímpicas mais importantes do país, que tem como objetivos coroar o desenvolvimento da prática esportiva nos municípios e estados de nosso país, contribuir para o aprimoramento técnico das modalidades em disputa e propiciar oportunidades de competição aos atletas de elite, além de apresentar os valores do paradesporto brasileiro.

Maurício é portador de uma deficiência visual bilateral, devido a uma retinose pigmentar. O atleta conta que conviveu com a depressão e o esporte foi o meio fundamental para se reerguer. “O esporte me mostrou um mundo pós-deficiência, ou seja, eu tive que me adaptar a uma nova condição de vida que me foi imposta. E foi a APA e o apoio da Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Atibaia que me fizeram acreditar no meu potencial. Descobri na natação que o esporte é uma ferramenta transformadora”, finaliza.

print