18 de dezembro de 2017 | 15h46

265ª Cavalhada de Atibaia em Louvor a Nossa Senhora do Rosário terá resgate religioso e cultural

Cortejo voltará a passar pelas duas igrejas do Centro de Atibaia, como feito no passado pelos cavaleiros.

Cortejo voltará a passar pelas duas igrejas do Centro de Atibaia,
como feito no passado pelos cavaleiros

A 265ª edição da tradicional Cavalhada de Atibaia em Louvor a Nossa Senhora do Rosário, que faz parte do Ciclo Natalino, está chegando e neste ano a novidade é o resgate religioso e cultural do evento. O cortejo, que ocorrerá no dia 26 de dezembro, com concentração marcada para às 9h, na alameda Santa Filomena, Ressaca, voltará a passar pelas duas igrejas do Centro de Atibaia e terá famílias festeiras que levarão a imagem de Nossa Senhora do Rosário, padroeira da Cavalhada, como feito no passado pelos cavaleiros.

Ilustração

Para melhor organização e segurança do evento, a Prefeitura publicou um decreto com diversas orientações aos participantes. O documento traz a normatização e fiscalização para a conduta e disciplina dos participantes; concentração, dispersão e trânsito do cortejo; comercialização de produtos, bebidas e alimentos; e uso de equipamentos sonoros.
Os cavaleiros farão o seguinte trajeto: saída concentração (na alameda Santa Filomena, Ressaca), avenida professor Odair da Silva Pinto, travessia sob a rodovia Dom Pedro I – SP 65, avenida Jerônimo de Camargo, rua Agenor Pedroso de Souza, rua Doutor Zeferino Alves de Amaral, rua Monsenhor Kolly, avenida da Saudade, rua José Alvim, rua Visconde do Rio Branco, largo da Matriz (praça Claudino Alves), rua José Lucas, largo do Rosário (Igreja do Rosário), avenida Nove de Julho, avenida Terceiro Centenário, rua Doutor Zeferino Alves do Amaral, rua Estudante Ednaldo Aparecido Salles, avenida Jerônimo de Camargo, travessia sob a rodovia Dom Pedro I – SP 65, avenida professor Odair da Silva Pinto, alameda Santa Filomena, retorno dispersão.
Como o trajeto aumentou, o Executivo, que apenas apoia o cortejo por meio da união de diversas secretarias, também ampliou a quantidade de gradil e de seguranças particulares. O calçadão fará parte do trajeto este ano e a Prefeitura orienta que os motoristas não estacionem os veículos principalmente nesta região, que é mais estreita e tem maior movimentação de pessoas.
Arquivo SECOM

Os participantes deverão se reunir somente na área de concentração e dispersão, bem como realizar o embarque e desembarque de animais. Não será permitido nenhum tipo de aglomerações no lago do Jardim dos Pinheiros, praça do bairro Loanda, área pública no Fórum Novo (rua Doutor Paulo Celso de Bastos de Souza), Centro Histórico, praça Santa Helena (Estoril II) e toda a extensão da avenida Juca Peçanha e alameda Lucas Nogueira Garcez.
Os cavaleiros deverão realizar o cadastro e inscrição no local da concentração e respeitar rigorosamente os horários e trajetos definidos para o cortejo. Também não deverão utilizar esporas e/ou estímulos pontiagudos, cortantes ou macerantes que venham a causar ferimento no animal. Crianças menores de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou responsáveis.
Além disso, os animais deverão estar equipados com ferraduras, selas, arreios e / ou congêneres; e não poderão ter pessoas na garupa na frente, em pé ou qualquer outro meio que coloque em risco a pessoa ou o animal. Caso haja descumprimento de algum item do decreto, os infratores serão impedidos de participar, podendo ter seu animal recolhido.
Arquivo SECOM

A Prefeitura ainda reforça que será proibida a venda de bebidas alcoólicas de qualquer espécie e a permanência de ambulantes no evento. Também não será permitida a participação de veículos com equipamentos sonoros. Apenas o caminhão de som oficial do Executivo transitará e permanecerá no evento, pois será o “abre alas” do cortejo.
O Decreto nº 8.388 pode ser consultado na íntegra na edição nº 1939 da Imprensa Oficial da Estância de Atibaia, de 6 de dezembro de 2017, que está disponível no site da Prefeitura: www.atibaia.sp.gov.br .
Cavalhada
A Cavalhada em louvor a Nossa Senhora do Rosário é um patrimônio cultural do município, integrante das festividades do Ciclo Natalino, e tem seu primeiro registro datado no ano de 1.752. Ocorre todo ano no dia 26 de dezembro e está prevista no Calendário Oficial de eventos do município. É uma manifestação popular com origem religiosa, folclórica e cultural, que existe há pelo menos 265 anos (quando se tem o registro histórico).
Ilustração

Atualmente, mais de 1.200 cavaleiros de Atibaia e região participam do evento. Todo ano, equipes da Secretaria de Transportes e Trânsito sinalizam e fazem o bloqueio das vias, além de organizarem o trânsito no dia do desfile. Desde 2013, a Prefeitura também coloca regras para participação do evento, regulamentando a conduta e disciplina dos participantes, evitando maus-tratos dos animais, comercialização de produtos, bebidas e alimentos durante o desfile.
Modo Texto