Fundo Social de Solidariedade de Atibaia dá início a ações do projeto Costurando o Futuro
8 de outubro de 2018 | 16h28

Fundo Social de Solidariedade de Atibaia dá início a ações do projeto Costurando o Futuro

Creches comunitárias do município serão abastecidas
com uniformes gratuitos  confeccionados nos cursos de corte e costura
do Fundo Social, que ainda têm vagas disponíveis

O Fundo Social de Solidariedade de Atibaia iniciou, na manhã desta segunda-feira (8), um curso de corte e costura que será responsável por fornecer, gratuitamente, uniformes aos alunos das creches comunitárias do município. A iniciativa faz parte do “Costurando o Futuro”, projeto piloto de Atibaia que conta com a parceria do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo.

O requisito para inscrição no curso é possuir noção básica de costura e o início é imediato, uma vez que as atividades já estão em andamento. Entre os benefícios oferecidos há uma ajuda de custo durante o período das aulas – aproximadamente dois meses – e o direito a um certificado ao final da capacitação. Ainda há cinco vagas disponíveis em função da desistência de participantes que iniciaram empregos.

As aulas, que somadas contam com um total de 20 alunos, acontecem na sede do Fundo Social, no mesmo espaço onde são realizadas as atividades da Escola da Moda. O curso tem duração (carga horária) de 160 horas em cada uma das duas turmas existentes, sendo uma pela manhã e outra no período da tarde.

Segundo o Fundo Social, serão confeccionados 553 kits de uniformes escolares, contemplando calça, bermuda, agasalho e duas camisetas cada, em um total de quase três mil peças produzidas. O Fundo Social do Estado fornece os recursos para a aquisição dos materiais, além de ter enviado três novas máquinas industriais para o projeto, enquanto a Prefeitura, como contrapartida, arca com as despesas relativas aos profissionais que ministram as aulas e também cede as acomodações para a realização dos trabalhos.

De acordo com o Fundo Social, a proposta definida junto à Secretaria de Educação de Atibaia é de atender, prioritariamente, as creches comunitárias da cidade cujos alunos ainda não contam com uniformes. Na sequência, no entanto, o projeto terá continuidade no município e deverá atender outras unidades, aproveitando o maquinário já existente e ainda a mão de obra disponível em função dos cursos de iniciação a corte e costura mantidos pelo Fundo Social em Atibaia.

 

Atualização: 10/10, às 15h17
Modo Texto