Investimentos da Prefeitura reforçam trabalho de Assistência e Proteção Social em Atibaia
20 de maio de 2022 | 18h36

Investimentos da Prefeitura reforçam trabalho de Assistência e Proteção Social em Atibaia

Um CRAS foi revitalizado e ampliado, outro inaugurado, e houve a criação do Núcleo de Inclusão Produtiva, beneficiando mais de 80 mulheres

Atibaia vem vivenciando uma grande transformação social nos últimos anos, fruto de investimentos expressivos na áreas de Assistência e Proteção Social e também das diretrizes do Governo Municipal, cujo foco de trabalho é cuidar das pessoas, sobretudo mais vulneráveis. A destinação de recursos em larga escala para o setor vem ampliando espaços na cidade para o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, a garantia de direitos, e a geração de trabalho e renda, o que proporciona mais dignidade para todos, além de mais conforto e praticidade para atendimento das demandas da população.

Em 2021, a Prefeitura entregou, no mês de junho, uma nova sede, reformada e ampliada, para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Caetetuba, e em setembro inaugurou o CRAS Alvinópolis. Juntas, essas unidades do CRAS somam um atendimento para mais de nove mil pessoas em situação de vulnerabilidade social referenciadas nessas regiões, que estão entre as mais populosas do município.

Além dos CRAS, em um total de cinco unidades no município, Atibaia ainda conta com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Centro POP; Centro de Referência da Mulher; duas residências inclusivas; Centro Dia do idoso (CDI); e Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI).

A Prefeitura ainda financia integralmente: o Serviço de Abordagem Social 24 horas; 50 vagas para acolhimento institucional de pessoas em situação de rua; 20 vagas para pessoas em Casa de Passagem; 60 vagas destinadas a acolher crianças e adolescentes; 26 vagas para idosos em acolhimento institucional; e iniciou em 2020 o Serviço de Visita Domiciliar a Idosos em isolamento e vulnerabilidade; entre diversas outras iniciativas que compõem a rede socioassistencial de Atibaia.

Investindo na geração de trabalho e renda justamente para pessoas em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura também inaugurou, em dezembro de 2021, o Núcleo de Inclusão Produtiva, equipamento público voltado à formação e desenvolvimento humano de pessoas atendidas pelo Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). O objetivo do núcleo, coordenado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Sads), é promover ações formativas que ajudem a identificar, desenvolver e aperfeiçoar habilidades e competências que possibilitem, por meio do empreendedorismo e da empregabilidade, superar processos de exclusão social.

E Atibaia é pioneira nessa iniciativa do Núcleo de Inclusão Produtiva – promovida em uma parceria com o Governo do Estado, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Fundo Social de Solidariedade do município – e que já beneficiou mais de 80 mulheres com capacitação profissional, sendo algumas já inseridas no mercado de trabalho.

A Administração Municipal ainda investiu: na reforma das instalações do Departamento de Segurança Alimentar, atendendo e abastecendo, com alimentos saudáveis, cerca de 1.200 famílias; no processo de implantação do Centro de Longevidade Ativa, que terá atividades de convivência, ações para promover a inclusão produtiva, novas carreiras e empreendedorismo entre os idosos, incluindo apoio à qualificação e formação, além de atividades envolvendo tecnologia; e na implantação do Centro Esportivo do Idoso por meio da aquisição da “piscina do Cabral” para a instalação do equipamento.

E o cuidado com as pessoas também acontece de forma segmentada, alcançando públicos como: as mulheres, com a criação do Grupo Reflexivo para Homens e do programa de ressocialização com homens autores de violência doméstica; e as pessoas com deficiência (PCD), com a instalação do Centro de Intermediação em Libras de Atibaia (CILA), a aquisição de Academia Adaptada pelo convênio Programa Cidade Acessível, e a recomposição e o fortalecimento do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência.

print