Mudanças realizadas pela Prefeitura na Santa Casa de Atibaia garantem melhorias no atendimento
8 de julho de 2022 | 18h02

Mudanças realizadas pela Prefeitura na Santa Casa de Atibaia garantem melhorias no atendimento

Administração Municipal ampliou o acesso para pacientes gripais e disponibilizou mais oito leitos de observação

As mudanças promovidas pela Prefeitura na Santa Casa de Atibaia já surtiram efeito e garantiram mais conforto, agilidade e qualidade no atendimento à população. A Administração Municipal implantou um novo modelo de gestão, sob a responsabilidade de uma comissão intervencionista – uma equipe técnica constituída por servidores públicos com o objetivo de melhorar os serviços prestados, especialmente a assistência hospitalar. Neste primeiro momento, o Executivo ampliou o acesso para pacientes gripais por meio da abertura de um espaço exclusivo para o atendimento de casos de síndrome gripal e também disponibilizou mais oito leitos de observação na Santa Casa, medidas que permitiram desafogar o fluxo de trabalho do Pronto-Socorro, antes sobrecarregado com demandas dessas naturezas.

Conforme a Secretaria de Saúde, a tenda instalada para receber pessoas com sintomas gripais conta com emissão de atestado sanitário, o que garante aos pacientes com Covid-19, porém sintomáticos de baixa complexidade, a possibilidade de se afastarem do trabalho e realizarem isolamento em casa, evitando novos contágios na cidade. Além disso, a ampliação de leitos de observação reduziu a rotatividade de leitos do Pronto-Socorro e ainda a necessidade de acomodação de pacientes em poltronas de observação – situações que geravam críticas dos usuários da Santa Casa.

A Prefeitura também está investindo em formação profissional para os profissionais de saúde e promovendo melhorias estruturais na Santa Casa, inclusive a reforma de uma estrutura até então sem utilização para expandir as áreas de atendimento e de observação e, dessa forma, garantir mais benefícios aos pacientes e funcionários.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a maioria das dificuldades constatadas na Santa Casa está sendo resolvida somente com ações gerenciais e organizacionais, inclusive porque hoje cerca de metade da demanda registrada na instituição está inserida na classificação de risco de “paciente verde”, ou seja, paciente de baixa complexidade e que poderia estar sendo atendido nas unidades de saúde de Atibaia. Vale ressaltar que, entre os investimentos da Administração Municipal na área de saúde por toda a cidade, estão a construção de mais três novas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e o treinamento e a capacitação de profissionais da rede.

A Secretaria de Saúde ainda lembra que nos últimos anos Atibaia cresceu consideravelmente e, apesar dos investimentos expressivos do Poder Executivo na área de saúde, a estrutura hospitalar existente hoje na Santa Casa não apresenta mais capacidade física para ampliação de maneira a acompanhar a evolução de demanda que vem sendo observada. Diante desse cenário, a Prefeitura iniciou a construção de um Hospital Municipal (com cerca de 150 leitos e três vezes maior que a Santa Casa) com o objetivo de solucionar essa equação, no entanto, o seu processo de construção foi interrompido por uma ação judicial – recentemente a perícia atestou que a modalidade selecionada pela Prefeitura para as obras é vantajosa para o município, o que garantirá a retomada da construção após liberação judicial.

print