Prefeitura de Atibaia desenvolve Projeto Piloto de Arborização Urbana
11 de junho de 2021 | 10h16

Prefeitura de Atibaia desenvolve Projeto Piloto de Arborização Urbana

Iniciativa tem como objetivo plantio de 200 mudas nativas em praças, vias e passeios públicos do município

A Prefeitura de Atibaia, em parceria com a empresa ABITTA, está desenvolvendo o Projeto Piloto de Arborização Urbana, que tem como objetivo o plantio de 200 mudas nativas, com porte acima de 1,80 metro, nas praças, vias e passeios públicos localizados, preferencialmente, nos bairros carentes de cobertura vegetal no município. Pelo Art. 2° da Lei Complementar n° 765/2017, é considerada como bem de interesse comum a todos os munícipes a arborização urbana existente ou que venha a existir no território do município de Atibaia.

Os serviços incluem: levantamento/mapeamento in loco das praças, vias e passeios públicos carentes de arborização; definição conjunta com a Prefeitura dos locais a serem contemplados pelo projeto; solicitação de anuência dos proprietários; medição e demarcação dos berços de plantio; fornecimento de mudas, insumos agrícolas e gradis/protetores de mudas; abertura dos berços e plantio de mudas nativas; tutoramento das mudas plantadas; instalação dos gradis/protetores de mudas; implantação de “Espaço Árvore”; monitoramento e manutenção do plantio; e emissão de relatórios técnicos à Prefeitura Municipal.

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, plantar e manter uma árvore no espaço urbano, em boas condições de desenvolvimento, nem sempre é uma tarefa fácil, uma vez que o planejamento da arborização urbana deve considerar algumas limitações e situações, como fiação, largura das calçadas, recuo das edificações, existência de placas de sinalização, pontos de ônibus, postes, instalações subterrâneas (água, esgoto, drenagem), entre outras. O plantio de uma espécie de grande porte sob a fiação elétrica, por exemplo, pode gerar diversos danos e oferecer riscos aos munícipes, acarretando, muitas vezes, em podas drásticas ou na remoção da árvore.

Por isso, o Projeto Piloto de Arborização Urbana contempla um planejamento adequado, que resulta na conservação paisagística e convivência harmoniosa da população com os componentes urbanos. A Secretaria de Meio Ambiente ressalta ainda a importância da formação de “Florestas Urbanas”, com o plantio de árvores nas vias públicas e corredores urbanos, tendo em vista que é imprescindível para amenizar os problemas ambientais causados pelo avanço da ocupação e a impermeabilização dos espaços e do solo.

Além de tornar a cidade mais bonita, a arborização também promove uma melhoria significativa na saúde e qualidade de vida da população, pois garante a conservação do ecossistema local; serve de corredor ecológico e refúgio para a fauna; propicia sombra para refrescar o clima quente; controla a temperatura e a umidade do ar, reduzindo as ilhas de calor; reduz a poluição química e sonora; melhora a qualidade do ar; contribui para a redução dos efeitos das mudanças climáticas; protege o solo e melhora sua qualidade; ajuda a drenar a água da chuva; reduz o processo erosivo em encostas; e melhora a sensação de conforto e bem-estar, contribuindo para a saúde humana.

print