3 de março de 2017 | 16h59

Prefeitura se mobiliza para acelerar retomada das atividades do projeto “Educando com Música e Cidadania”

Para Administração Municipal, o projeto tem grande relevância para a cidade e precisa ser retomado o mais rápido possível.

 

Para Administração Municipal, o projeto tem grande relevância para a cidade
e precisa ser retomado o mais rápido possível


O projeto “Educando com Música e Cidadania”, um dos bastiões da arte e cultura de Atibaia e responsável pelo ensino de música para jovens das escolas municipais, foi tema de uma reunião nesta semana, na sede da FAMA – Fanfarra Municipal de Atibaia, com a presença da secretária de Cultura, Viviane Cocco, e do secretário de Governo, André Agatte.
 
 
 
No encontro, pais, alunos, funcionários e integrantes do projeto puderam tirar dúvidas e discutir a questão da suspensão temporária das atividades, ocasionada por uma ação popular acatada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, que questionou a regularidade do edital responsável pela definição da associação responsável pela gestão do projeto, até então a cargo da Associação de Pais e Amigos da Fanfarra Municipal de Atibaia (APAFAMA).
 
 
A Prefeitura está empenhada em resolver a questão com celeridade e um novo edital, com os ajustes necessários deverá ser publicado em breve na Imprensa Oficial do Município.
 
 
 
Prefeitura afirma que FAMA não vai acabar
 
 
 
O projeto “Educando com Música e Cidadania” atende cerca de duas mil crianças, alunas da rede municipal de ensino. Os jovens podem fazer parte das fanfarras mirins e, conforme vão avançando nos estudos musicais, após muita dedicação, podem ter a chance de chegar à consagrada FAMA – Fanfarra Municipal de Atibaia ou então integrar outros grupos musicais não só de Atibaia, mas de outros municípios.
 
 
 
Há casos de alunos que ingressaram em conceituadas escolas de música e até mesmo que fizeram carreira na área musical.
 
 
 

 
 
 
Conforme a Secretaria de Cultura e Eventos, o caminho trilhado pelos jovens músicos é uma experiência artística, vivenciada por meninos e meninas que levam essa aprendizagem na memória pelo resto de suas vidas.
 
 
A Secretaria de Governo, afirma que o Executivo apoia integralmente o projeto e ratificou que a Administração Municipal, entendendo a relevância do trabalho realizado durante os últimos anos, está se mobilizando para regularizar a situação de modo que as atividades recomecem o mais breve possível.
 
 
O novo edital que será responsável por definir a entidade responsável pelo projeto “Educando com Música e Cidadania” está sendo formatado com base na Lei Federal nº 13.019 – lei que obriga o Poder Público a realizar chamamento público para as OSC interessadas em prestar seus serviços à municipalidade (no caso, o projeto de ensino musical nas escolas municipais e desenvolvimento dos grupos de música da cidade).

Modo Texto