Saae realiza Assembleia Geral Ordinária e apresenta avanços nas obras da nova estação de tratamento de água de Atibaia
12 de Abril de 2018 | 10h09

Saae realiza Assembleia Geral Ordinária e apresenta avanços nas obras da nova estação de tratamento de água de Atibaia

Unidade ampliará a capacidade de tratamento de água no município.

Unidade ampliará a capacidade de tratamento de água no município

Na manhã desta quarta-feira (11) o prefeito da Estância de Atibaia, Saulo Pedroso de Souza, esteve na sede da Companhia de Saneamento Ambiental de Atibaia – Saae participando de uma Assembleia Geral Ordinária e de uma vistoria nas obras de construção da nova ETA Central, que irá quase dobrar a capacidade de tratamento de água na cidade e modernizar o sistema atual.

Na assembleia, além do prefeito estiveram presentes a superintendente da companhia, Fabiane Santiago, bem como diretores e membros do conselho fiscal da Saae, e ainda secretários municipais. Compuseram a pauta da assembleia: apreciação e aprovação das contas do exercício de 2017; apresentação e entrega do orçamento para o exercício de 2018; eleição do conselho fiscal; deliberação sobre as obrigações de terceiros para com a SAAE; regularização do patrimônio imobiliário e áreas comuns Saae/Prefeitura; entrega de relatórios referentes à Parceria Público-Privada (PPP) de Esgotamento Sanitário; entrega das normas que regulamentam o funcionamento da Companhia (estatuto, código de conduta, resoluções, instruções normativas); atualizações sobre o Plano de Cargos e Salários da Saae; entre outros temas.

Concluída a assembleia, foi realizada uma vistoria nas obras de construção da nova ETA Central, que está sendo implantada no próprio complexo da sede da Saae, na Praça Roberto Gomes Pedrosa, em área pertencente à companhia (conforme Decreto nº 8.181/17, que discrimina os bens imóveis transferidos ao serviço autônomo de água e esgoto pelo Decreto n° 987/74) e que faz parte do terreno onde já se encontra o reservatório de distribuição de água e demais equipamentos.
O contrato relativo às obras é de 24 meses e foi iniciado em outubro de 2017, com término previsto para outubro de 2019, mas expectativa de entrega para junho de 2019. Até o momento já foram executados os seguintes serviços: instalação de canteiro de obras; remanejamento das tubulações de entrada e saída da atual ETA (ETA I); movimento de terras da nova ETA Central (corte, aterro, nivelamento e compactação); início das fundações da nova ETA Central; e escavação e execução da estrutura da Estação de Tratamento de Lodo (ETL). No momento, as obras dão sequência à fase de execução de fundações.

De acordo com a superintendente Fabiane Santiago a nova ETA Central trabalhará com uma vazão de 700 litros por segundo, o que representa praticamente o dobro da capacidade de tratamento atual (de 400 l/s). “É uma obra que conta com um investimento de mais de R$ 30 milhões e beneficiará milhares de pessoas na cidade”, salientou.
O prefeito lembrou a importância da construção da nova ETA Central em Atibaia que, segundo ele, representa um grande avanço no sistema de tratamento de água em Atibaia. “Essa é uma conquista sem precedentes no saneamento de Atibaia e que influenciará positivamente na qualidade de vida da população, já que a nova ETA Central irá praticamente duplicar o volume de água tratada na cidade”, ressaltou.

Modo Texto