“Tampinha do Bem” transforma quase 7 toneladas de plástico em solidariedade
6 de janeiro de 2022 | 13h31

“Tampinha do Bem” transforma quase 7 toneladas de plástico em solidariedade

Lançada em maio do ano passado, iniciativa do Fundo Social reverteu arrecadação de tampas de plástico em doações de cobertores, chocolates e panetones

Já imaginou ajudar quem mais precisa juntando tampinhas de plástico? Essa é a proposta da ação “Tampinha do Bem”, uma iniciativa do Fundo Social de Solidariedade de Atibaia que, além de promover a reciclagem de um material tão comum quanto prejudicial ao meio ambiente, também ajuda famílias em situação de vulnerabilidade social no município. Desde que foi criada, em maio do ano passado, a ação arrecadou quase 7 toneladas de tampinhas plásticas, que foram revertidas em cobertores na Campanha de Inverno, chocolates no Dia das Crianças e panetones no Natal.

Quando foi lançada, a iniciativa tinha como meta arrecadar cobertores para o inverno, recebendo o nome de “Tampinha doada, família aquecida”. Mas o sucesso foi tão grande que o Fundo Social decidiu tornar a arrecadação uma ação permanente e, atualmente, são cerca de 200 pontos de coleta espalhados pela cidade nas feiras livres, escolas, creches, colégios, igrejas, postos de saúde, condomínios, secretarias municipais e estabelecimentos comerciais. A relação completa dos locais que recebem doações de tampinhas está disponível AQUI. Agora, o desafio do Fundo Social é arrecadar tampinhas para trocar por chocolates para a Páscoa.

Nessa cadeia produtiva que combina solidariedade e sustentabilidade, as remessas de tampinhas são repassadas pelo Fundo Social a uma empresa parceira, a Lar Plásticos. Esta, por sua vez, pesa e compra o material coletado, utilizando a renda gerada para adquirir os itens solicitados pelo Fundo Social nas campanhas de arrecadação promovidas pela entidade ao longo do ano, sempre com o objetivo de ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade social atendidas pela rede de Assistência Social do Município.

As tampinhas são recicladas pela empresa, que utiliza o plástico reciclado na fabricação de lixeiras, contêineres, carrinhos coletores e outros produtos relacionados à coleta seletiva urbana, contenção, acondicionamento e transporte de lixo. Nesse novo modelo circular de produção e consumo, o que seria descartado como lixo retorna à cadeia produtiva como matéria-prima, trazendo benefícios não só ambientais, mas também econômicos e sociais.

print