Prefeitura amplia canais de cadastramento para solicitar cesta de alimentos
26 de março de 2021 | 09h51

Prefeitura amplia canais de cadastramento para solicitar cesta de alimentos

Atibaia conta com cadastro próprio para concessão de cestas de alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade, além de iniciativa ligada à Educação

Em meio à pandemia de Covid-19, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS) tem se desdobrado para continuar assegurando um dos direitos sociais mais fundamentais: o direito à alimentação. Diante do aumento bastante significativo no volume de atendimentos realizados pelos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), a SADS ampliou os canais por meio dos quais é possível se cadastrar para solicitar a cesta de alimentos oferecida às famílias que estão com dificuldades para assegurar as condições mínimas de sobrevivência.

Criado no ano passado, o Cadastro de Benefício Eventual (Alimentos) é um serviço da Prefeitura que procura atender às famílias em situação de vulnerabilidade e insegurança alimentar do município e está disponível pelos telefones: (11) 9.8674-0113 (CRAS Imperial), (11) 4402-4329 (CRAS Caetetuba), (11) 4416-9183 (CRAS Portão), (11) 4426-1554 (CRAS Tanque), (11) 9.4159-3795 (Centro) e (11) 9.8711 6069 (Cadastro Único). A SADS informa que todos esses telefones oferecem atendimento exclusivamente via WhatsApp, com horário de funcionamento de segunda a sexta-feira, das 9 às 15h. O número da Central de Benefício Eventual é o (11) 4414-0650 e é o único telefone fixo que não funciona através do aplicativo WhatsApp, mas aceita ligações a cobrar.

Prefeitura amplia canais de cadastramento para solicitar cesta de alimentos

Os pedidos são analisados pelos técnicos sociais da SADS e é importante ter em mãos RG, CPF e NIS (para os que estão inscritos no Cadastro Único), além dos documentos pessoais de todos os residentes na casa. Também é fundamental informar corretamente o telefone para retorno e o endereço para entrega da cesta.

Pandemia e segurança alimentar
A Central de Benefício Eventual foi criada pela Prefeitura para ajudar as famílias que estão enfrentando dificuldade para assegurar uma alimentação adequada durante a pandemia e tem entregado, atualmente, uma média de 1.000 cestas por mês. Antes da pandemia, a SADS já trabalhava para garantir a segurança alimentar das famílias em condição de vulnerabilidade social do município, distribuindo uma média de 200 cestas básicas por mês.

Outra importante iniciativa nesse sentido, também adotada pelo município durante a pandemia, são as cestas básicas distribuídas pela Secretaria de Educação às famílias com crianças matriculadas nas escolas municipais e que são beneficiárias do Programa Bolsa Família. Até dezembro do ano passado, a Secretaria de Educação entregava uma média de 1.200 cestas por mês, passando a atender, no momento, a 1.920 famílias nessa condição.

print