Educação de Atibaia conta com cartilha de combate ao abuso infantil
20 de janeiro de 2021 | 11h13

Educação de Atibaia conta com cartilha de combate ao abuso infantil

Obra literária é um manual prático de orientação e prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes

Cuidar e proteger as crianças é dever de todos e agora os alunos, pais e servidores da Secretaria de Educação de Atibaia contam com uma cartilha completa de combate ao abuso e exploração sexual infantil. A obra “Bem me quer, mal me quer?” pode ser baixada pelo link.

A cartilha, feita pela escritora e palestrante Anna Luiza Calixto, ressalta o direito de dizer não; desperta a autonomia corporal, o consentimento, a não culpabilização da vítima, os limites de cada corpo e, o mais importante, a diferenciação do contato afetuoso para o toque abusivo. O material estimula a denúncia, apresentando os órgãos da rede de proteção.

No início deste ano, a cartilha, ilustrada por Stephanie Marino, saiu das telas e se transformou em livro impresso, possibilitando que seu alcance seja potencializado, acessando meninos e meninas que possam se encontrar em situações de ameaça e violação aos seus direitos.

“Prevenir o abuso sexual infantil é bater à porta da infância brasileira antes que a violência o faça. Como aluna da rede municipal de ensino de Atibaia, pude aprender que a literatura vai muito além de uma forma de expressão artística, mas é uma poderosa ferramenta para transformar os direitos de nossos meninos e meninas em bens inegociáveis; nossa prioridade absoluta” – disse a autora.

print