Atibaia entra na fase vermelha e adota novas medidas de contenção à Covid-19
5 de março de 2021 | 13h48

Atibaia entra na fase vermelha e adota novas medidas de contenção à Covid-19

Apenas serviços essenciais poderão funcionar a partir de sábado (6), por 14 dias

O município de Atibaia entra na fase vermelha do Plano São Paulo de combate à pandemia a partir de sábado (6), assim como todo o Estado, pelo período de 14 dias, de acordo com decisão do governo estadual. A Prefeitura de Atibaia irá cumprir as medidas da fase vermelha e decidiu também suspender as aulas presenciais nas escolas da cidade, em consequência do aumento de casos, internações e óbitos por Covid-19. A decisão também tem como base uma determinação da Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo, de janeiro deste ano, de que todos os municípios paulistas sigam as medidas adotadas pelo governo do Estado, sob pena de responder judicialmente. Isso significa que o município pode ser mais restritivo em suas decisões, mas nunca menos.

Na fase vermelha, a mais restritiva do plano, só há funcionamento normal de serviços essenciais como indústrias, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

De acordo com decreto publicado na quinta-feira (4) pela Prefeitura de Atibaia, os restaurantes, lanchonetes, bares (desde que sirvam refeições) e similares poderão exercer suas atividades até 20h, mediante entrega de embalagem para viagem pessoalmente, pelo sistema drive thru ou delivery. Após as 20h, esses estabelecimentos só podem funcionar por delivery, com entrega a domicílio, mediante horário de alvará de funcionamento. Está proibido o consumo na frente e ao redor do estabelecimento.

Estão suspensos os atendimentos presenciais de todas as atividades e estabelecimentos comerciais de qualquer natureza que não sejam essenciais, podendo somente ser prestado o serviço por delivery, com entrega a domicílio. Academias, salões de beleza, cinema, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público. As atividades religiosas estão suspensas, podendo somente missas e cultos com transmissão on-line. A visitação aos cemitérios também está suspensa.

O prefeito de Atibaia, Emil Ono, explicou as novas medidas em pronunciamento na noite de quinta-feira. “Quero ressaltar que lamento profundamente a necessidade de fechar parte do comércio. A Prefeitura vem lutando para não ter que chegar neste ponto, mas a situação é muito difícil e precisamos com urgência diminuir a curva de contaminação”, afirmou Emil.

Desde o início do ano, o município de Atibaia tem registrado um aumento alarmante no número de casos e óbitos por Covid-19. Foram 49 mortes e 2.266 casos confirmados em 43 dias, um aumento de 61% no número de casos e 64% de óbitos em comparação com os números registrados até o final do ano passado.

Todos os protocolos sanitários e de segurança para os setores econômicos devem ser cumpridos com rigor. O toque de restrição estará em vigor a partir das 20h em todas as regiões do Estado, com recomendação para circulação restrita em vias públicas e fiscalização ampliada até as 5h.

Na última sexta-feira (26), o governo paulista tinha reclassificado boa parte do Estado, incluindo a região de Campinas, da qual Atibaia faz parte, para a fase laranja, mas, diante da elevação do número de casos e internações, decidiu colocar todo o Estado na fase vermelha. A Região Bragantina, por exemplo, está com 100% de ocupação nos leitos regionais para enfermaria e UTI.

A recomendação de especialistas em saúde é permanecer em casa. Se for necessário sair, é importante cumprir os protocolos sanitários, incluindo uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social, para evitar a contaminação.

print