Subida à Pedra Grande na madrugada do feriado de 1º de maio está proibida
28 de abril de 2021 | 10h02

Subida à Pedra Grande na madrugada do feriado de 1º de maio está proibida

Nos dias 30 de abril e 1º de maio, acesso à Pedra Grande terá horários restritos e não será permitido subir no horário noturno nem pernoitar no local

A subida noturna à Laje da Pedra Grande na noite da véspera e na virada para o feriado de 1º de maio, Dia do Trabalhador, está proibida neste ano de 2021. A Fundação Florestal, responsável pela gestão do Monumento Natural Estadual (MONA) Pedra Grande e do Parque Estadual do Itapetinga, informa que os horários de funcionamento na sexta-feira (30 de abril) e no feriado do dia 1º de maio (sábado) serão das 8h30 às 18h no acesso pela Estrada da Pedra Grande – com fechamento do acesso às 17h – e das 8h30 às 15h pela Trilha da Minha Deusa (com retorno até as 17h).

A decisão segue as determinações da fase de transição do Plano São Paulo de combate à pandemia do governo do estado, que entre outras medidas, autorizou a reabertura de parques e unidades de conservação desde que sejam obedecidas algumas regras como horário de funcionamento reduzido e cumprimento dos protocolos sanitários de segurança. Por esse motivo, a Fundação esclarece que não será permitida a permanência de visitantes fora do horário determinado e nem o uso noturno das áreas de visitação da Laje da Pedra Grande e seus acessos (trilhas e estrada). Acampamentos e/ou pernoite na área da Pedra Grande e nos arredores também estão proibidos.

Agentes da Fundação Florestal, com o apoio da Polícia Militar Ambiental, Polícia Militar e Guarda Civil Municipal, farão controle e monitoramento da área e irão coibir a permanência na Laje da Pedra Grande e nas áreas de acesso (estrada e trilhas) no período noturno, atuando em conjunto para garantir a ordem e a conservação desses espaços protegidos. A Fundação Florestal pede aos visitantes que respeitem as regras e sigam as orientações dos agentes que trabalharão no dia para garantir a segurança no local e uma experiência positiva no contato com a natureza, afinal, o bom uso dos atrativos é fundamental para diminuir nosso impacto e valorizar a biodiversidade existente nesses espaços especialmente protegidos.

print